Geofix realiza a maior obra dos seus 45 anos



A Geofix Engenharia está trabalhando na execução da maior obra já realizada pela empresa em mais de quatro décadas de história.

 

Trata-se da expansão da Bracell, pertencente ao grupo RGE (Royal Golden Eagle), uma das maiores produtoras de celulose do mundo. A Geofix é a empresa de fundação responsável pela execução de 65% das estacas tipo hélice contínua monitorada, somando cerca de 450 mil metros de estacas executadas, em um ano de trabalho no canteiro de obras.

 

Obra Bracell - Geofix

 

No período de pico, a empresa chegou a contar com 60 colaboradores residentes e a atuar com 10 perfuratrizes em execução simultânea, atingindo a produtividade média de 140 estacas por dia. “Nosso recorde consistiu em 174 estacas com total de 3.518,85 metros executados num único dia”, afirmou o engenheiro civil Giuliano Oliveira, que também assume a gerência de contrato da obra.

 

Para atingir esses números, com alto índice de produtividade, foi necessário investir na manutenção constante das 12 perfuratrizes utilizadas e numa logística eficiente, já que o depósito da empresa ficava a cerca de 300 km de distância da obra. “O tempo das máquinas em manutenção variou entre 4 e 15%, mas sempre com pronto atendimento dos mecânicos, sendo o efetivo fixo de até 3 mecânicos na obra e dois engenheiros remotos no monitoramento da equipe”, explicou o gerente de contrato.

 

Geofix

 

A área de 1,2 milhão de metros quadrados, fica localizada na Rodovia Juliano Lorenzetti, entre os municípios de Lençóis Paulistas e Macatuba, no Estado de São Paulo. As primeiras empresas de fundação que chegaram ao canteiro tinham muita dificuldade para executar as estacas com diâmetros superiores a 50 cm e profundidade maior que 28 metros, com índices de produtividade abaixo do esperado para o avanço do projeto.

 

O desafio da Geofix consistiu justamente em executar as estacas de maior diâmetro e profundidade, 70 cm e 33 metros, respectivamente. De acordo com Giuliano Oliveira, a Geofix identificou que a maior dificuldade técnica consistia em vencer as camadas de solo argilo silto arenoso com alto índice de vazios.

 

 

 

“No momento da introdução do trado, entre os 12 e 20 metros de profundidade, ocorria um deslocamento de solo em direção ao trado gerando abrasão em suas laterais, o que retornava esforço máximo e necessidade de um altíssimo torque para o avanço da perfuração da estaca”, detalhou o engenheiro, ao mencionar que, para solucionar esse problema, a Geofix disponibilizou perfuratrizes de alto desempenho com capacidade de torque de até 47 tf.m e um estudo minucioso do comportamento do solo.

 

Além disso, a empresa contou com uma equipe especializada e capacitada para lidar com os desafios e entregar todo o trabalho dentro do prazo estabelecido. Com mais essa obra em seu portfolio, a Geofix destaca-se como uma das líderes no mercado de fundações do Brasil, viabilizando empreendimentos de alta complexidade técnica na construção civil.





22/05/2020

Veja também


Obra do edifício residencial que deverá ser o mais alto de SP



Geofix realiza a maior obra dos seus 45 anos



Comunicado – Curso de Tecnologia e Engenharia de Fundações (ATUALIZADO)



Venda de Máquinas da Geofix



Publique suas obras no site da Geofix !





ver todas

 



voltar

Geofix Fundações


São Paulo 11 2148-9300

Belo Horizonte 31 3262-0247

Rio de Janeiro 21 2524-7812

Copyright Geofix Fundações    Termos e Condições Politica de Privacidade